Gulbenkian cria prémio de um milhão de euros e está mais oriental

Depois de vender a Partex, a fundação lança prémio dedicado às alterações climáticas. Ampliação do centro cultural foi encomendada a arquitecto japonês defensor de uma construção mais sustentável.

Fotogaleria
Estufa do projecto vencedor Kengo Kuma/Vladimir Djurovic
Fotogaleria
Corte com a ampliação do CAM
Parque Gulbenkian
Fotogaleria
Fachada sul com a pala em madeira e cerâmica
Fotogaleria
A entrada sul do CAM
Fotogaleria
Vista norte do CAM, em frente ao aduitório ao ar livre

No dia da Fundação Calouste Gulbenkian, que todos os anos se comemora a 19 de Julho, a sua presidente, Isabel Mota, anunciou a criação de um novo prémio no valor de um milhão de euros, a atribuir todos os anos.