Análise

Mísseis: Turquia vira as costas aos Estados Unidos e abraça a Rússia

A Rússia foi um tradicional inimigo do Irão e da Turquia. Une-os agora a América. No Médio Oriente, as alianças fazem-se e desfazem-se a ritmo acelerado.

A decisão turca de comprar à Rússia o sistema antimíssil S-400 é um desafio aos Estados Unidos e à NATO. Os primeiros componentes começaram a chegar a uma base aérea turca na semana passada e os 120 mísseis deverão ser enviados no prazo de um ano. É uma viragem estratégica e diplomática de Ancara que faz prever um realinhamento de forças no Médio Oriente. Confirma a ideia de uma “frente comum” entre a Turquia, o Irão e a Rússia, e um claro distanciamento em relação aos Estados Unidos e à Europa. E significa uma crise na NATO.