Centro de Língua Portuguesa inaugurado na cidade cabo-verdiana do Mindelo

O Centro pretende apoiar, a nível científico, os estudantes da licenciatura em Língua Portuguesa e Estudos Cabo-verdianos, desenvolver actividade no âmbito da investigação em didáctica da Língua Portuguesa e identificar e descrever o lugar do Português nos programas curriculares.

Foto
Daniel Rocha

O ministro dos Negócios Estrangeiros português, Augusto Santos Silva, inaugura esta quinta-feira no Mindelo, Cabo Verde, o Centro de Língua Portuguesa, que dispõe de um acervo bibliográfico com cerca de 750 títulos em várias áreas da literatura.

Instalado na Faculdade de Educação e Desporto, este centro resulta de um protocolo de cooperação assinado entre o Camões – Instituto da Cooperação e da Língua e a Universidade de Cabo Verde. Disponibiliza uma biblioteca, um espaço de pesquisa e outro de reuniões, além de um gabinete de trabalho, segundo uma nota da Cooperação Portuguesa.

O espaço será inaugurado pelo chefe da diplomacia portuguesa, que na sexta-feira participa, também no Mindelo, na XXIV reunião do Conselho de Ministros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

O Centro de Língua Portuguesa – Mindelo pretende apoiar, a nível científico, os estudantes da licenciatura em Língua Portuguesa e Estudos Cabo-verdianos, desenvolver actividade no âmbito da investigação em didáctica da Língua Portuguesa e identificar e descrever o lugar do Português no âmbito dos programas curriculares.

Produzir bibliografia e material de apoio que sustente práticas de divulgação e ensino da Língua Portuguesa e estabelecer ou aproveitar formas de divulgar a investigação produzida, através da formação dos agentes envolvidos nas políticas de língua (como professores e leitores, entre outros) são outros dos propósitos do Centro. Actualmente, o centro dispõe de um acervo bibliográfico com cerca de 750 títulos, nas áreas da literatura infanto-juvenil, didáctica da língua, didáctica da literatura, linguística, literatura de expressão portuguesa, manuais, gramáticas, dicionários e obras generalistas.

Financiado pelo Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, o novo centro de língua portuguesa vai integrar uma rede que conta agora com 72 espaços do género, em 43 países.

O centro será inaugurado, pelas 15h30 locais (17h30 em Lisboa), pelo ministro dos Negócios Estrangeiros português, Augusto Santos Silva, na presença do ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades de Cabo Verde, Luís Filipe Tavares, e da embaixadora de Portugal neste país africano, Helena Paiva.

Sugerir correcção