Lobo d’Ávila afina estratégia alternativa a Cristas

Grupo de conselheiros nacionais promoveu jantar em Aveiro.

Foto
Filipe Lobo d’Ávila, ex-deputado Rui Gaudencio

O grupo de oposição a Assunção Cristas, liderado pelo ex-deputado Filipe Lobo d’Ávila, decidiu assumir que está disponível para “dar resposta a tudo o que o partido precisar”, de acordo com o porta-voz Raul Almeida. A necessidade de tornar mais intensa a construção de uma alternativa à actual direcção é a conclusão de um jantar promovido esta terça-feira, em Aveiro, que reuniu 24 pessoas, militantes e também autarcas.

No jantar do grupo, que escreveu a moção ao congresso de 2018 “Juntos pelo Futuro”, foi analisado o “passado, o presente e o futuro do partido”. Esta ala alternativa à direcção, que elegeu 13 conselheiros nacionais, vai promover reuniões no partido por todo o país para recolher contributos para o seu trabalho. Um outro jantar está previsto para o final de Agosto. A acção deste grupo não passará, no entanto, por criticar em público a direcção de Assunção Cristas, tendo em conta a proximidade com as eleições

Preocupados com as sondagens – que atribuem ao CDS pouco mais do que ao PAN – os centristas estão já a pensar no pós-legislativas perante a perspectiva de um desaire eleitoral. Nos últimos meses têm-se vindo a intensificar as presenças do ex-líder do CDS Manuel Monteiro em iniciativas do partido. Há algumas semanas, Monteiro foi orador numa conferência na Póvoa de Varzim e esta quinta-feira estará na Amadora, a convite da concelhia, para falar sobre a “saúde da democracia em Portugal”, a par de Francisco Rodrigues dos Santos, líder da Juventude Popular.

A líder do CDS-PP já terminou, entretanto, a volta pelas distritais numa altura em que está a ser concluída a composição das listas de candidatos a deputados, que vão ser aprovados na comissão executiva e não em conselho nacional.