DGArtes vai propor alteração de regras para apoios simplificados que foram alvo de petição

Processo simplificado é considerado “absurdo” por fechar assim que as verbas em jogo são solicitadas. Américo Rodrigues, director-geral das Artes, diz ao PÚBLICO que pretende ver nova forma de candidatura já em 2020.

Foto
Espectáculo de dança "Bisonte", coreografia de Marco da Silva Ferreira no Teatro Municipal Campo Alegre PAULO PIMENTA

Uma petição lançada nos últimos dias reclama a alteração das regras de um programa de apoio da Direcção-Geral das Artes que se tornou, segundo os peticionários, “numa corrida de velocidade a ver quem carrega no botão mais depressa”. Em causa está o programa de apoio a projectos no procedimento simplificado que encerra assim que as verbas disponíveis forem solicitadas. Américo Rodrigues, director-geral das Artes, disse esta segunda-feira ao PÚBLICO que pretende que haja novas regras de candidatura já em 2020, depois de verificar que este “não funciona”.