Leopoldo foi longe, viu o Alentejo com outros olhos e abriu a Taberna do Calhau em Lisboa

Depois do Sociedade e do Café Garrett, já encerrados, Leopoldo Garcia Calhau abriu na Mouraria uma taberna para redescobrirmos a cozinha alentejana pelo olhar de um apaixonado arquitecto-cozinheiro-anfitrião.

Foto
DR

Quando entramos na Taberna do Calhau, por volta do meio-dia de um sábado, Leopoldo Garcia Calhau está com um ar cansado mas feliz, voz rouca, uma quantidade de garrafas vazias alinhadas em cima de uma mesa. Na noite anterior, a taberna, que nesse dia ainda não tinha completado um mês de vida, tinha estado mais uma vez cheia e o cozinheiro ainda não sabe se pode acreditar no que está a viver.