Notas nos exames de Português e Matemática melhoraram

Todas as disciplinas têm média positiva na 1.ª fase dos exames nacionais do ensino secundário. Entre as mais concorridas, as notas são mais baixas do que no ano anterior a Física e Química e a Biologia e Geologia.

Foto
Daniel Rocha

Os alunos que fizeram os exames de Português e Matemática A do ensino secundário na 1.ª fase, que decorreu no final do mês passado, tiveram melhores notas do que os colegas que responderam às provas no ano passado. Os resultados divulgados esta sexta-feira pelo Júri Nacional de Exames mostram que as médias são positivas em todas as disciplinas.

Português voltou a ser a prova mais concorrida – responderam 74.259 alunos. A classificação dos estudantes aumentou 0,8 valores, passando para 11,8. A nota média da língua materna nos exames é a mais elevada dos últimos quatro anos. O mesmo acontece com Matemática A. A média passou para 11,5 valores, mais 0,6 do que no ano passado.

PÚBLICO -
Aumentar

A média de todos os exames nacionais do ensino secundário deste ano lectivo é positiva. A única das 22 disciplinas em que há provas na qual a nota média está abaixo de 10 é Filosofia, com 9,8 valores – que ainda assim se pode considerar positiva.

Filosofia é também a disciplina onde a média sofreu uma maior quebra face ao ano anterior. São menos 1,3 valores. Aconteceu o mesmo em Geografia A.

Entre as disciplinas mais concorridas, História A tem uma das maiores subidas (mais 0,9 valores), ficando a média nos 10,4. Já Física e Química e Biologia e Geologia têm notas mais baixas do que no ano anterior. Na primeira, a média desce 0,6 valores, fixando-se nos 10, enquanto na segunda a média de 10,7 representa uma diminuição de 0,2.

Física e Química tem também a maior percentagem de alunos reprovados nos exames nacionais, 14%, mais quatro pontos percentuais do que no ano passado. Só há mais três disciplinas (Filosofia, Geografia A e Latim) em que a taxa de reprovação aumenta.

Matemática A (12%) e História A (11%) têm também taxas de reprovação acima de 10%, mas melhoram cada uma dois pontos percentuais neste indicador em relação ao ano passado.

A média mais elevada dos exames nacionais do ensino secundário foi a de Português Língua Não Materna (15,3), uma disciplina frequentada apenas por alunos estrangeiros e em que apenas 142 estudantes fazem a prova. Seguem-se Matemática B (14,6) e Desenho A (13,8), a mais concorrida das três, com 3259 exames realizados.

Matemática B tem também uma das maiores subidas na média dos exames face ao ano passado. São 2,3 valores, tantos quantos em História da Cultura e das Artes (média de 11,9). Também a Geometria Descritiva, outra disciplina do curso de Artes Visuais, a média subiu mais de dois valores (2,1) face ao ano passado, ficando em 13,5.

Os exames finais nacionais do ensino secundário foram feitos em 643 escolas, tendo sido realizadas 321.833 provas, que correspondem a 93,1% das inscrições. Face ao ano passado, verifica-se uma diminuição de 2767 exames. 

As notas da 1.ª fase dos exames do ensino secundário podem ser usados pelos alunos no concurso nacional de acesso ao ensino superior. As candidaturas às universidades e politécnicos públicos começam a ser feitas na próxima quarta-feira, prolongando-se até 6 de Agosto. Os resultados serão conhecidos no início de Setembro.

Os estudantes que chumbaram na primeira fase e os que quiserem melhorar a sua nota no exame nacional de alguma das disciplinas têm uma próxima oportunidade durante as próximas semanas. A 2.ª fase das provas começa na próxima quinta-feira.

Entre os exames mais concorridos, realiza-se nesse dia o de Física e Química. O período de provas é, nesta fase, mais curto. O último dia desta segunda oportunidade é a terça-feira seguinte, 23 de Julho, data em se realiza, entre outros, a prova de Biologia e Geologia.