Cocaína escondida em veleiro valia mais de 50 milhões

Trata-se de uma das maiores apreensões do ano. Droga estava dissimulada na estrutura da embarcação.

Foto
Daniel Rocha

A Polícia Judiciária anunciou esta sexta-feira a apreensão de meia tonelada de cocaína escondida num veleiro que aportou nos Açores, vindo da América do Sul.

Se o seu grau de pureza for aquele que as autoridades esperam, o valor do estupefaciente ascenderia a mais de 50 milhões de euros no consumidor final. Trata-se de uma das maiores apreensões de droga do ano, muito embora a Judiciária dos Açores já tenha deparado, em Maio passado, com uma quantidade de cocaína ainda maior, numa embarcação proveniente das Caraíbas: 600 quilos.

Em comunicado, a Judiciária explica que desta vez o produto se encontrava em dois locais distintos do veleiro “especialmente reconfigurados na estrutura da embarcação para o transporte de estupefacientes”. Foi preciso desmontar parte da estrutura do barco, que estava na Praia da Vitória, na Terceira, a caminho do Norte da Europa para encontrar a droga.

Foram detidos os dois tripulantes do veleiro, com 41 e 53 anos de idade e de nacionalidades holandesa e estónia. Irão aguardar julgamento em prisão preventiva.

Intitulada Tiphon, numa referência ao deus grego que simboliza a alteração dos estados de consciência, a operação contou com a colaboração de autoridades holandesas e espanholas e também do Centro de Análise e Operações Marítimas – Narcóticos, organização europeia sediada em Lisboa.