Portugal terá cinco eurodeputados como vice-presidentes de comissões parlamentares

Mercado Interno e Protecção dos Consumidores, Orçamentos, Assuntos Económicos e Monetários, Agricultura e Desenvolvimento Rural e Pescas são as comissões para as quais os portugueses foram escolhidos.

Maeira Manuel Leitão Marques é uma das portuguesas eleitas
Foto
Maria Manuel Leitão Marques é uma das portuguesas eleitas Nuno Ferreira Santos

Cinco eurodeputados portugueses foram eleitos, esta quarta-feira, para a vice-presidência das comissões que integram no Parlamento Europeu. As socialistas Maria Manuel Leitão Marques e Margarida Marques serão vice-presidentes das comissões de Mercado Interno e Protecção dos Consumidores e Orçamentos, respectivamente. O bloquista José Gusmão foi escolhido para a vice-presidência da comissão dos Assuntos Económicos e Monetários. Francisco Guerreiro, do PAN, será um dos quatro vice-presidentes da comissão da Agricultura e Desenvolvimento Rural. E a social-democrata da Madeira, Cláudia Monteiro de Aguiar, foi eleita vice-presidente da comissão das Pescas.

A delegação do Partido Socialista no Parlamento Europeu considerou que obteve “todos os objectivos a que se propôs” em termos de cargos de liderança para o próximo mandato com a eleição de Maria Manuel Leitão Marques e Margarida Marques. Na sessão inaugural da legislatura, o PS viu Pedro Silva Pereira ser eleito como segundo vice-presidente do Parlamento, por ser o segundo nome mais votado. Além das vice-presidências, os socialistas portugueses terão ainda a coordenação do grupo dos Socialistas & Democratas na comissão dos Direitos Humanos, atribuída a Isabel Santos.

O Bloco de Esquerda mantém neste mandato, com José Gusmão, a vice-presidência da comissão dos Assuntos Económicos e Monetários. A eleição foi feita por aclamação, mas contou com a oposição do Partido do Brexit e dos ambos do grupo de extrema-direita Identidade e Democracia (ID).

Para o eurodeputado estreante do PAN, a sua escolha “evidencia uma aposta clara no partido” pela sua família europeia dos Verdes. “Com esta eleição reforçamos a influência do PAN na bancada dos Verdes, dando a Portugal um lugar de destaque em relação aos restantes Estados-membros”, considerou Francisco Guerreiro, que pretende “priorizar a mitigação das alterações climáticas” no decurso do seu mandato.

Depois da sua eleição como vice-presidente da comissão parlamentar das Pescas, Cláudia Monteiro de Aguiar prometeu trabalhar para a “melhoria das condições dos pescadores e a sustentabilidade da actividade e dos recursos”, indicando como prioridades para o seu mandato “a criação do cento europeu de combate à poluição marítima e a garantia dos apoios à renovação das frotas de pesca costeira e artesanal”.