Becca McHaffie/Unsplash
Foto
Becca McHaffie/Unsplash

A Casa da Esquina convida Coimbra a trocar peças de roupa

O pátio do Museu Nacional Machado de Castro, em Coimbra, recebe um mercado de troca de roupa a 11 de Julho.

A Casa da Esquina organiza, a 11 de Julho, às 18 horas, o quarto mercado de troca de roupa, uma iniciativa que, desde 2018, tem incentivado os conimbricenses a trocar a boa roupa que têm e já não querem utilizar. Em comunicado, a associação de Coimbra cita a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) para endereçar o problema do desperdício de vestuário: “Portugal deitou mais de 200 mil toneladas de roupa nos resíduos urbanos”.

Quem se inscrever na Troca de Roupa, que se vai realizar no pátio do Museu Nacional Machado de Castro, em Coimbra, pode levar até 15 itens para expor. Durante a acção de economia circular, as peças integram “uma espécie de cabide colectivo onde as pessoas podem ir buscar as roupas que quiserem”, explica Filipa Alves, da Casa da Esquina. “Eu levo 15 peças, por isso posso ir buscar 15 peças das pessoas que quiser”, continua. No final do período de troca, os participantes voltam a levar para casa os itens de vestuário que não foram escolhidos.

No mesmo dia, durante a troca de roupa, os claustros do Museu Nacional Machado de Castro vão receber um concerto do projecto Seam Beat Experience, com a Agente Costura e os seus Dedais Cósmicos, resultado da junção do projecto musical de Lisa Simpson com a banda conimbricense Wipeout Beat. Lisa Simpson vem de Berlim para um workshop de upcycling sobre “fazer roupa com roupa” — uma outra iniciativa da Casa da Esquina — e aproveita para actuar como Agente Costura, utilizando máquinas de costura como instrumentos musicais.

Para participar no mercado Troca de Roupa, os participantes têm de se inscrever através do formulário.