Trump diz que EUA “não vão lidar mais” com o embaixador britânico e culpa May pela “confusão” do “Brexit”

A reacção de Trump no Twitter deve-se à revelação de um documento diplomático em que o embaixador britânico o descreve como “inseguro” e “incompetente”.

Donald Trump
Foto
Reuters/JONATHAN ERNST

Donald Trump afirmou esta segunda-feira através do Twitter que os Estados Unidos “não vão lidar mais” com o embaixador britânico​, depois de ter sido revelado um documento diplomático em que Kim Darroch descreveu a Administração Trump como “inepta” e “excepcionalmente disfuncional” e o próprio Presidente dos Estados Unidos como “incompetente” e “inseguro”.

“Eu não conheço o embaixador, mas ninguém gosta dele ou pensa particularmente bem da sua pessoa aqui nos Estados Unidos. Não vamos lidar com ele daqui para a frente”, afirmou Trump na mesma série de tweets em que também criticou a primeira-ministra britânica, Theresa May.

“Que confusão que elas e os seus representantes criaram. Eu disse-lhe como é que ela deveria ter feito, mas ela decidiu ir por outro caminho. A boa notícia para o maravilhoso Reino Unido é que eles em breve terão um novo primeiro-ministro. Embora tenha desfrutado da magnífica visita de Estado no mês passado, foi com a Rainha com quem fiquei mais impressionado!”, escreveu Trump.

A reacção de Trump no Twitter deve-se à revelação, no domingo, de um documento diplomático em que o embaixador escreveu que a presidência de Trump pode “colapsar” e acabar “em desgraça”. No mesmo documento, Donald Trump é  descrito como “inseguro” e “incompetente”.

“Não acreditamos que esta Administração se torne substancialmente mais normal, menos disfuncional, menos imprevisível, menos facciosa, menos desastrada e inepta diplomaticamente”, considerou Darroch, de 65 anos.

O diplomata garantiu que as “lutas internas e o caos” dentro da Casa Branca – que Donald Trump continua a insistir em classificar como “notícias falsas” – são “na maioria dos casos verdadeiras”.

Os documentos confidenciais que foram publicados pelo Mail On Sunday remontam a 2017. No entanto, num dos documentos mais recentes, de Junho deste ano, Darroch critica a política externa “incoerente” e “caótica” de Trump relativamente ao Irão.

O diplomata questiona a veracidade das declarações do Presidente norte-americano, que disse ter cancelado um ataque contra alvos no Irão - após o derrube de um drone americano - por implicar a morte de 150 pessoas. “É mais provável que nunca tenha estado totalmente convencido e que estivesse preocupado com a forma como a inversão das suas promessas de campanha de 2016 seriam vistas em 2020”, escreveu o embaixador.