Parque canino e incentivo a energia solar vencem orçamento participativo de Coimbra

Câmara Municipal de Coimbra vai investir 490 mil euros para concretizar os quatro projectos escolhidos pelos munícipes.

Foto
ADRIANO MIRANDA

Coimbra vai ter o seu primeiro parque para cães. A proposta foi a mais votada da segunda edição do orçamento participativo promovido pela Câmara Municipal de Coimbra (CMC), com 1000 votos, e deverá ser instalada num espaço da freguesia de Santo António dos Olivais ainda a determinar. Em segundo lugar, com 589 votos, ficou um programa de incentivo a sistemas de produção de energia solar que abrange todas as freguesias do município, que também será executado pela autarquia no próximo ano. 

O projecto “Sítio dos Cães – Criação de um parque canino” proposto por Catarina Lopes Serra, está avaliado em 50 mil euros, montante que servirá para instalar um espaço próprio onde os cães “se possam exercitar e socializar”. O projecto prevê a construção de uma área verde vedada de “pelo menos 1200 metros quadrados” com dispensadores de sacos e recipientes para dejectos, bem como bebedouros e equipamentos recreativos, como postes em madeira para slalom, rampa ou outros obstáculos. O parque canino deverá ainda ter iluminação própria, zonas com sombra e de descanso para os donos dos patudos, refere o projecto. 

Já o projecto “Coimbra Cidade Sustentável – Autoconsumo Fotovoltaico”, proposto por Manuel Dias, para um valor estimado de 200 mil euros, propõe a implementação de um programa de “incentivos à aquisição de um sistema de produção fotovoltaica, com ou sem armazenamento para autoconsumo”, lê-se na informação distribuída pela CMC aos jornalistas. O objectivo é “combater as alterações climáticas, servindo de exemplo” a outras cidades, enquanto reduz a factura energética, dinamiza a economia local e reduz a emissão de gases de efeito estufa. 

Na prática, a proposta prevê o financiamento de sistemas com potência de produção entre os 500 e os 5000 watts através de um “cheque de sustentabilidade” no valor de 250 euros. Os sistemas que tenham baterias para armazenamento poderão ser financiados em 500 euros. Para que o projecto que engloba munícipes, empresas e associações de Coimbra possa ser concretizado, é preciso que a câmara elabore um regulamento municipal de apoio às energias renováveis. 

Os vencedores do concurso foram anunciados na manhã desta quinta-feira numa cerimónia nos Paços do Concelho, no dia da cidade de Coimbra. O Orçamento Participativo de Coimbra conta também com uma edição jovem, que foi ganha pelo projecto “Verd'O Parque”, de Sofia Isabel Chéu Reis, com 1052 votos. A iniciativa pretende transformar uma área da margem esquerda do Parque Verde do Mondego, entre o exploratório e o rio, num “espaço de fruição para todos, que estimule o contacto mais directo com a natureza”. Para isso, serão precisos 200 mil euros, utilizados na “criação de um anfiteatro e a divisão do espaço em 10 zonas, acessíveis de modo gratuito e permanente”.

A segunda proposta mais votada do Orçamento Participativo Jovem foi a de Daniela Filipa Silva, com o projecto “Parentolimpíadas – Mil e Uma Formas de Parentalidade”, no valor de 40 mil euros. A ideia passa pela promoção de uma série de eventos nas várias freguesias de Coimbra que melhorem “as relações de parentalidade entre filhos e cuidadores, a fim de desenvolver competências psicossociais”. 

Esta foi a segunda edição do orçamento participativo em Coimbra. No ano passado, venceram sobretudo eventos: Um concerto, a instalação de um parque infantil no Jardim da Sereia, uma curta-metragem, um festival do fado e um festival de humor. A proposta do maestro Rui Lopes, de apresentar o concerto “Por Este Rio Acima”, com base na obra de Fausto Bordalo Dias, no Terreiro da Erva recolheu, em 2018, a preferência dos conimbricenses com 2226 mil votos. 

A edição deste ano do Orçamento Participativo de Coimbra teve 93 propostas, sendo que 49 passaram à fase de votação. A CMC refere que foram registados 6491 votos. Os quatro projectos vencedores representam um valor total de 490 mil euros.