Crónica

Michael Herr: satisfeito em combate

“Muita gente sabia que nunca seria possível dominar o Vietname, somente destruí-lo.” Quando Michael Herr chegou ao Vietname em 1967, tinha por ídolo Hemingway e o seu objectivo era escrever um livro sobre a guerra. O acordo que fizera com a revista Esquire, a troco de ser enviado como correspondente, era escrever uma reportagem por mês. O acordo nunca foi respeitado. O seu primeiro artigo, Hell sucks, só foi publicado em Agosto de 1968 e os dois artigos seguintes, sobre a batalha de Khe Sahn, saíram já depois de regressar aos Estados Unidos.