Opinião

Uma reestruturação “suave” (e pequena) da dívida pública portuguesa é possível

A manterem-se estas taxas de juro é possível reduzir o valor da dívida de 112,5% do PIB para 97% do PIB.

No relatório “Um programa sustentável para a reestruturação da dívida portuguesa”, de Julho de 2014, de que fui um dos co-autores, apresentava-se uma proposta que descrevia uma metodologia para baixar o nível de dívida externa líquida do país de cerca de 103% do PIB para cerca de 24% do PIB, baseada numa reestruturação da dívida pública e dos passivos do sector bancário.