Teresa Pacheco Miranda
Reportagem

Na família Moreira, o amor pela columbofilia já conquistou quatro gerações

A columbofilia é um desporto que ganha adeptos e atletas. Numa freguesia da Maia, todos os fins-de-semana entre Fevereiro e Junho, Carlos Moreira e os dois filhos juntam-se para ver os seus pombos mostrar que as asas servem para voar — e para ganhar medalhas.

Quem olha do lado de fora para a casa da família Moreira, em Vermoim, no concelho da Maia, não diz que por detrás de quatro paredes caiadas de branco e um portão com ar robusto há um pombal com mais de 150 pombos. São todos diferentes, mas cada um é especial à sua maneira. E alguns ganham mesmo medalhas.