Leclerc conquista segunda “pole” da carreira

Piloto da Ferrari foi o mais rápido na qualificação para o Grande Prémio da Áustria, fixando o recorde do circuito. Lewis Hamilton foi penalizado pelos comissários.

Foto
LUSA/VALDRIN XHEMAJ

O monegasco Charles Leclerc (Ferrari) conquistou neste sábado a segunda pole position da carreira, ao ser o mais rápido na qualificação para o Grande Prémio da Áustria, nona prova do Mundial de Fórmula 1.

O piloto da Ferrari estabeleceu mesmo um recorde no circuito de Spielberg, com o tempo de 1m03,003s, repetindo o feito alcançado na segunda prova do ano, no Bahrein. Neste sábado, bateu o líder do campeonato por 259 milésimas de segundo, mas Lewis Hamilton (Mercedes) haveria de perder a segunda posição, depois de uma análise feita pelos comissários.

Em causa esteve uma manobra do britânico no primeiro segmento da qualificação, quando barrou Kimi Raikkonen. Os comissários reconheceram que Hamilton tentou desviar-se mal se apercebeu da rápida aproximação do finlandês, mas salientaram que não foi a tempo de evitar prejudicar o rival. 

Com os três lugares de penalização impostos ao líder do Mundial, o holandês Max Verstappen (Red Bull) garantiu o segundo posto da grelha, a 436 milésimos de Leclerc, na frente do segundo Mercedes, do finlandês Valtteri Bottas, e do surpreendente Lando Norris (McLaren).

“Foi um bom resultado mas agora é preciso concluir o trabalho na corrida”, frisou Leclerc, ainda com os problemas mecânicos que lhe roubaram uma vitória certa no Bahrein bem presentes na memória.

O dinamarquês Kevin Magnussen (Haas) foi dos mais efusivos a festejar os resultados, depois de ter garantido a quinta posição da grelha, igualando o melhor resultado desta temporada, que tinha acontecido no Mónaco. No entanto, uma penalização de cinco lugares na grelha por ter mudado a caixa de velocidades do seu monolugar atira-o para a 10.ª posição na partida.

Pela negativa, destaque para o 10.º registo do alemão Sebastian Vettel (Ferrari), que nem sequer saiu para a pista na terceira e decisiva fase da qualificação (Q3), devido a problemas de alimentação de combustível no motor do seu monolugar.

No entanto, o campeão do mundo em quatro ocasiões vai partir do nono posto devido à penalização de Magnussen.

Sugerir correcção