Há dois anos, 10% da floresta ardeu. Só 35 mil hectares foram rearborizados

Floresta ardida não é sempre sinal de floresta destruída. O fogo altera a idade de um povoamento florestal mas isso “não corresponde necessariamente à sua destruição”.

Foto
Nelson Garrido

Os dados provisórios do Inventário Florestal Nacional (IFN) são divulgados nesta sexta-feira, mas já há um problema: estão desactualizados. Uma vez que o trabalho de campo e captação das imagens aéreas foi feito em 2015, acaba por não reflectir as mudanças que ocorreram na floresta portuguesa nos últimos quatro anos. Nomeadamente, os incêndios de 2017, que destruíram 10% da floresta nacional.

Sugerir correcção
Comentar