Foto

Apanhar beatas à mão? Este jogo mostra que não é assim tão fácil

Desce-se a rua e as beatas aparecem. No Tap A Beata, o objectivo é apanhar quantas se conseguir. A mensagem — que, apesar de virtual, é real — é só uma: é impossível apanhá-las todas à mão. É preciso uma intervenção “mais séria”, diz a criadora do jogo português.

Uma beata, dez beatas, cem beatas e a conta segue por aí, mas perde-se a meio. O objectivo de recolher todas as beatas cai por terra pouco depois de o jogo começar. O Tap A Beata, produzido pela Bapa Dreams, estúdio de produção de videojogos, quer trazer um assunto cada mais vez polémico para cima da mesa, jogando-o.

Na tentativa de apanhar o máximo de beatas possível, há que ser rápido — mas não é fácil. “Podemos ser fantásticos jogadores, mas ficaremos soterrados em beatas enquanto as estivermos a apanhar à mão”, explica ao P3 Ana Teresa Mota, game designer e uma das responsáveis pelo projecto, que diz mesmo ser “impossível” apanhá-las a todas no jogo. A mensagem a passar é mesmo essa — e, ainda que virtual, acaba por traduzir a realidade. Porque, para Ana Teresa, é preciso uma “intervenção um bocadinho mais séria em termos de recolha de beatas para conseguir resolver o problema”. “Não se resolve apanhando uma a uma”, garante.

O jogo foi produzido em 48 horas e lançado há cerca de uma semana, por altura da aprovação do projecto de lei do PAN que prevê multas pesadas para quem deitar beatas para o chão. A primeira versão mostrava apenas “uma corrida tremenda e disparatada contra imensas beatas que chegavam”. Depois do feedback dos utilizadores, o Tap A Beata ganhou “métricas, scores e tudo aquilo que compõe um jogo”.

Assim como “a comunidade de produtores de videojogos em Portugal já se foca muito em passar valores através de jogos”, também a Bapa Dreams se preocupa em produzir “jogos inclusivos e de intervenção social”. “Estamos sempre muito atentos. Tentamos usar os jogos como ferramenta de integração e inclusão social. É uma forma de arte responsável”, acrescenta a directora do estúdio. 

Se este jogo for um sucesso entre os utilizadores, o próximo passo será o lançamento de uma série de jogos sobre limpeza de oceanos, praias e florestas, em que a Bapa Dreams está a trabalhar. “É uma série a que chamamos Eco Warriors, com vários jogos de intervenção ecológica”, conclui Ana Teresa.

O Tap A Beata é grátis e está, para já, disponível na Play Store. Em “breve” estará na App Store.