No spa do Corinthia há uma massagem ao estilo hammam a quatro mãos

O spa do hotel lisboeta é vencedor de vários prémios e promove o uso de produtos portugueses.

Fotogaleria
DR
,Spa
Fotogaleria
DR
Fotogaleria
DR
Corinthia Hotel Lisboa
Fotogaleria
DR

As boas-vindas são feitas com o convite a fazer uma escolha – Banho ou Chypre? É pelo aroma dos dois produtos da Claus Porto que vamos escolher se queremos uma experiência com cheiros mais cítricos e frescos, o primeiro; ou mais doces e envolventes, o segundo. A sugestão do The Spa é para que façamos o tratamento ritual de corpo hammam, uma referência aos banhos marroquinos, mas com um toque português.

“Inspirado nas influências árabes na cultura portuguesa e na filosofia de fabrico artesanal dos produtos da Claus Porto, onde cada fragrância tem por base ingredientes provenientes da exuberante flora portuguesa, o The Spa do Corinthia Lisbon desenhou um inovador e luxuoso tratamento Hammam”, apresenta o hotel, em comunicado.

Antes do tratamento, somos convidados a conhecer o espaço do Corinthia com as suas 13 salas, onde se fazem tratamentos faciais e corporais, o ginásio e o espaço acqua, com duches sensoriais, piscina hidrodinâmica, jacuzzi, sauna, banho turco, balde de água fria, tanque de imersão frio, fonte de gelo e pedilúvio (uma hora custa 30 euros). Esta é a zona termal que leva muitos clientes de fora do hotel a experimentar o spa. Ao todo são 3500 metros quadrados reconhecidos internacionalmente com alguns prémios, ao longo do tempo. Os últimos foram atribuídos há um ano – Portugal’s Best Wellness Retreat 2018,  dos World Spa Awards; Best Luxury Fitness Spa Continent Winner 2018 e Best Luxury Urban Escape Regional Winner 2018, ambos dos World Luxury Spa Awards.

PÚBLICO -
Foto
DR

Este tratamento, que dá pelo nome Luxurious Hammam (140 euros), é assim um misto entre os tratamentos marroquinos – que são feitos com sabão preto – e os cheiros de Portugal. “É uma experiência inovadora e luxuosa com características e aromas locais”, resume Cláudia Santos, directora do The Spa. Ao contrário dos tradicionais tratamentos hammam, nos quais se recorre ao banho turco, a proposta do Corinthia acontece toda na sala de tratamentos onde somos convidados a deitar-nos numa mesa de pedra aquecida. É aqui que se faz a esfoliação e um banho de espuma com a essência escolhida, no caso é a Banho, mais cítrica e hidratante. A novidade é que este tratamento é feito a quatro mãos, ou seja, por duas terapeutas. 

São cerca de 70 minutos de limpeza, esfoliação e, por fim, de hidratação com movimentos de massagem, sempre muito coordenados entre as duas profissionais. Não há tempo para relaxar demasiado, nem para adormecer porque é preciso mudar de posição, ora para cima, ora para baixo, com alguma frequência e, pelo meio, há um banho para tomar, sempre com todos os cuidados, sem nunca deixarmos de permanecer deitados na mesa, com a água a percorrer-nos o corpo e a ser escoada por debaixo de nós.

Depois do corpo seco e a hidratação completa há, finalmente, um momento de calma e um chá, também da Claus, para beber. O The Spa fez uma opção por usar produtos portugueses dando-os a conhecer aos seus clientes, sobretudo aos estrangeiros, mas continua, nos outros tratamentos a utilizar os da internacional ESPA. 

O PÚBLICO fez a experiência a convite do Corinthia Hotel Lisbon