Há dois milhões de euros para projectos científicos no Vale do Côa

Cada trabalho poderá ser financiado até 300 mil euros.

Parque Arqueológico do Vale do Côa
Foto
Parque Arqueológico do Vale do Côa Nelson Garrido

Já abriram as candidaturas para projectos científicos no Vale do Côa. O Programa Internacional de Investigação sobre o Vale do Côa da Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT) tem dois milhões de euros e financia trabalhos sobre as alterações climáticas ou as dinâmicas de interacção socioculturais ao longo do tempo. As candidaturas estão abertas até 31 de Julho às 17h (hora de Lisboa) e os trabalhos podem ser financiados até 300 mil euros.

Segundo o aviso para a apresentação de candidaturas, o objectivo deste programa é a “valorização científica do património do Vale do Côa”, classificado pela UNESCO como património da humanidade, assim como atrair “grupos de investigação de excelência internacional para trabalhar em estreita cooperação com equipas de instituições portuguesas”.

As candidaturas devem ser apresentadas em inglês e em quatro áreas temáticas: observação e conhecimento da Terra; clima e alterações climáticas; origem da vida e dinâmicas de interacção socioculturais ao longo do tempo; e biodiversidade e recursos biológicos, patrimónios naturais e culturais e desenvolvimento regional sustentável.

Refere-se ainda que os projectos “devem adoptar uma perspectiva multidisciplinar e contexto internacional, facilitando parcerias com peritos e instituições de reconhecido mérito”, para que se aprofunde a agenda de investigação e desenvolvimento do Vale do Côa e a sua projecção para o futuro.

Individualmente ou em parceria, podem candidatar-se a este financiamento entidades não empresariais de investigação e inovação – como instituições de ensino superior – ou empresas inseridas em projectos de investigação científica e desenvolvimento tecnológico lideradas por entidades não empresarias de investigação e inovação.