Opinião

A reestruturação de dívida realizada pelas autoridades europeias

O tempo concedido pelo balão de oxigénio de Mario Draghi foi aproveitado pelas autoridades europeias para realizar “reformas” que agravam as fragilidades da Zona Euro.

Em resposta à crise do euro de 2010-2012 as autoridades europeias implementaram várias políticas económicas. Destacam-se aqui, em particular, as seguintes políticas económicas que tiveram efeitos de sinal contrário na economia portuguesa: (1) a estratégia de austeridade, nomeadamente o Pacto Orçamental; (2) a União Bancária; (3) a mutualização de parte da dívida pública de países que solicitaram um resgate às autoridades europeias, através de empréstimos com condicionalidade estrita; e (4) a política monetária não convencional do BCE.