Inteligência artificial do Powerpoint ajuda pessoas a falar melhor em público

O novo Presenter Coach existe na forma de uma caixa no canto superior esquerdo para ajudar as pessoas a evitar repetições, tropeçar menos nas palavras, e falar ao melhor ritmo possível. O sistema está há quatro anos a aprender como os utilizadores usam o editor de apresentações.

,Microsoft HoloLens
Foto
O presidente da Microsoft, Satya Nadella, durante uma apresentação Sergio Perez/Reuters

A Microsoft desenvolveu uma nova ferramenta de inteligência artificial para ajudar os utilizadores do PowerPoint a fazerem melhores apresentações em público. O objectivo é ajudar as pessoas a tropeçar menos nas palavras, e avisá-las quando repetem as mesmas expressões ("hmmm”, “então pronto") ou quando falam muito depressa ou demasiado lentamente.

A ferramenta, chamada Presenter Coach (treinador de apresentações), estará disponível no separador de “Apresentação” do PowerPoint. A versão actual já permite cronometrar, no ecrã, a velocidade com que os slides passam quando se está a treinar. Com o Coach, passam a existir sugestões e dicas visuais (por exemplo, um painel que avisa quando se está a acelerar ou a demorar muito num slide) no canto inferior direito do ecrã enquanto os utilizadores se preparam para falar em público. No final, surge um resumo com o ritmo do utilizador ao longo da apresentação.

O sistema também alerta para expressões que podem ser pouco correctas em alguns contextos: por exemplo, “melhor homem para a tarefa”, em vez de “melhor pessoa para a tarefa” ou “não percebo, isso é chinês para mim”. A nova funcionalidade depende de ferramentas de inteligência artificial como o reconhecimento de discurso (que transcreve o áudio em texto), para perceber quando os utilizadores estão a ler directamente dos slides ou a utilizar frases que são pouco correctas em alguns contextos e culturas.

Desde 2015 que a Microsoft investe em funcionalidades de inteligência artificial para melhorar as ferramentas do Office, que incluei o Word, Excel e PowerPoint. A empresa estuda como é que as pessoas usam o PowerPoint – por exemplo, o formato de fotografias que mais usam e as ferramentas que ignoram.

“Nos últimos anos, temos recebido feedback que tanto educadores, como estudantes e outras pessoas querem uma forma fácil de treinar as apresentações para melhorarem a forma como falam em público”, explicou Shawn Villaron, um dos gestores da equipa do PowerPoint, num comunicado de apresentação das ferramentas. “Apresentar em público pode ser stressante”, acrescentou Villaron. “O objectivo [do novo Presenter Coach] é dar confiança aos nossos utilizadores sobre as apresentações que criam”.

PÚBLICO -
Foto
Microsoft

Os sistemas com alguma inteligência artificial são cada vez mais comuns, devido ao aumento do poder de computação e à criação de enormes bases de dados.

Desde o começo do ano que o Docs, o editor de texto do Google, também usa inteligência artificial para rever a sintaxe e linguagem dos textos dos utilizadores, e sugerir frases mais coerentes (a empresa aproveitou-se do conhecimento acumulado ao longo dos anos com o tradutor). Já na Microsoft, a tecnologia também é utilizada para criar currículos inteligentes com base nas competências mais procuradas no Linkedin, a rede social profissional que a empresa comprou em 2016.

O novo assistente da Microsoft vai começar por estar disponível este Verão, na versão online do PowerPoint.