Homem que esventrou cadela grávida já não vai para a cadeia

Tribunal da Relação de Évora reverte decisão considerada histórica, suspendendo pena de prisão efectiva.

Foto

O homem condenado no final de Outubro passado a prisão efectiva por ter esventrado a sua cadela grávida já não terá, afinal, de cumprir cadeia: o Tribunal da Relação de Évora suspendeu-lhe a pena, revertendo assim uma decisão que tinha sido considerada histórica na justiça portuguesa.