Clint Eastwood regressa aos heróis americanos

A Balada de Richard Jewell está já em pré-produção, com Olivia Wilde, Jon Hamm, Paul Walter Hauser, Kathy Bates e Sam Rockwell no elenco. Vai contar a história de um guarda erradamente acusado do atentado bombista nas Olimpíadas de Atalanta em 1996.

Foto
Andrew Kelly/REUTERS

Houve quem achasse que Correio de Droga (2018) seria o filme de despedida de Clint Eastwood. Mas, cumprido o seu 89.º aniversário, o actor e realizador norte-americano (já com quatro Óscares na sua conta pessoal) está de regresso ao trabalho, desta vez não como intérprete, apenas realizador. A confirmação foi feita esta semana pela revista Variety, que avança como novidades os nomes de Olivia Wilde (Dr. House) e de Jon Hamm (Mad Men) a integrar um elenco que já contava com Kathy Bates (Meia-Noite em Paris), Sam Rockwell (Vice) e Paul Walter Hauser (BlackkKlansman: O Infiltrado).

A Balada de Richard Jewell, título do filme, vai contar a história real de um agente de segurança (interpretado por Paul Walter Hauser) que se distinguiu na ajuda aos espectadores vitimados pelo atentado bombista nos Jogos Olímpicos de Atalanta em 1996, de que resultaram dois mortos e mais de uma centena de feridos. Mas pouco tempo depois do atentado, a imprensa e o FBI acusam Richard Jewell de ter sido, ele próprio, o autor do atentado.

Durante cerca de três meses, Jewell tratou de provar a sua inocência, o que conseguiria no final desse tempo, com a ajuda do seu advogado (Sam Rockwell). Mas tarde de mais. A sua reputação pública tinha sido irremediavelmente afectada pelas acusações, e mesmo se conseguiu recuperar o seu emprego, o agente de segurança não resistiu muito tempo: acabaria por sucumbir a um ataque cardíaco em 2007, com 44 anos de idade.

Para contar esta história, Clint Eastwood partiu do artigo que a jornalista de investigação Marie Brenner publicou na Vanity Fair em 2007, e que foi adaptado para filme pelo argumentista Billy Ray (Capitão Phillips, Paul Greengrass, 2013) e também realizador (O Segredo dos seus Olhos, 2015).

Olivia Wilde, que recentemente se estreou na realização de longa-metragem com a comédia Booksmart: Inteligentes e Rebeldes (com estreia portuguesa anunciado para o próximo mês de Julho), e Jon Hamm, que acaba de participar na série da Amazon Good Omens, vão interpretar em A Balada de Richard Jewell uma repórter e um agente do FBI.

A Variety conta que Leonardo DiCaprio (Era uma Vez em… Hollywood) e Jonah Hill (Os Traficantes) chegaram a ser falados para o elenco, mas acabam apenas a integrar o colectivo de produtores, que Eastwood reuniu em volta da sua empresa Malpaso, aqui associada à Warner Bros.

Com A Balada de Richard Jewell, o realizador retoma o seu olhar sobre histórias de heróis americanos e as circunstâncias que lhes moldaram as vidas e os destinos, como já tinha acontecido no díptico Cartas de Iwo Jima/ Flags of Our Fathers – As Bandeiras dos Nossos Pais (2006), Sniper Americano (2014), Milagre no Rio Hudson (2017) ou 15:17 – Destino Paris (2018).