Investigadores e alunos retomam escavações arqueológicas em Cacela Velha

Vão ser alargadas as áreas para desenvolver o estudo do bairro medieval islâmico e a necrópole da Ermida de Nossa Senhora dos Mártires.

Foto
Vasco Célio

Investigadores e alunos universitários de vários países retomaram hoje as escavações em Cacela Velha, no Algarve, para reanalisar os vestígios encontrados e identificar novas zonas de testemunhos arqueológicos muçulmanos e cristãos da época medieval.

A campanha de escavações arqueológicas do projecto "Muçulmanos e cristãos em Cacela medieval: território e identidades em mudança", iniciado em 2018, decorre entre esta segunda-feira e o dia 12 de Julho, na área do Poço Antigo, naquela freguesia do distrito de Faro.

“A campanha de escavações arqueológicas pretende reanalisar os vestígios ali existentes, delimitar as áreas de ocupação e identificar novas zonas de testemunhos arqueológicos”, anunciou em comunicado a Direcção Regional de Cultural do Algarve.

No projecto resultante de um protocolo de colaboração conjunto da Direcção Regional de Cultura do Algarve, Universidade do Algarve e da Câmara de Vila Real de Santo António participam cerca de 30 investigadores e alunos universitários de vários países.

Os trabalhos incluem escavações, registo e análise das diferentes camadas, recolha de sedimentos, identificação de materiais, como cerâmicas, restos alimentares e peças de metal, e a realização de acções de formação e divulgação gratuitas.

De acordo com a Direcção Regional de Cultura do Algarve, durante a campanha deste ano vão ser alargadas as áreas abertas no ano passado, para desenvolver o estudo do bairro medieval islâmico (séculos XII e XIII) e a necrópole da Ermida de Nossa Senhora dos Mártires (séculos XIII e XVI).

No dia 09 de Julho realiza-se um “Dia Aberto”, entre as 10h00 e as 14h00, período que vai permitir que visitantes possam visitar o espaço da escavação e a alguns achados arqueológicos.