A maior tragédia depois da maior conquista

Há 30 anos, um desastre aéreo vitimou 176 pessoas, incluindo 15 jogadores holandeses com raízes no Suriname que formavam uma equipa com propósitos humanitários conhecida como o “Onze Colorido”.

Foto
Um mural de homenagem a Andro Knel no estádio do NAC Breda DR

A segunda grande geração do futebol holandês tinha acabado de conquistar o título europeu na Alemanha e era justamente celebrada como a melhor equipa do mundo. Frank Rijkaard, Ruud Gullit, Marco van Basten, os irmãos Koeman conseguiram, em 1988, aquilo que Cryuff e companhia não tinham conseguido nos anos 1970, um grande título de selecções para a “Laranja Mecânica”. E esta era uma geração com o toque sul-americano dos imigrantes do Suriname, uma antiga colónia holandesa no continente americano que ganhara a independência em 1975.