Torne-se perito

Brasil entra a vencer na Copa América com dois golos de Philippe Coutinho

Selecção canarinha dominou o encontro de abertura da competição.

Coutinho abriu o marcador para o Brasil na Copa América de penálti
Foto
Coutinho abriu o marcador para o Brasil na Copa América de penálti Reuters/UESLEI MARCELINO

O anfitrião Brasil venceu na sexta-feira o jogo inaugural da edição 2019 da Copa América em futebol, ao bater a Bolívia por 3-0, em encontro do Grupo A, disputado em São Paulo.

No Morumbi, Philippe Coutinho, jogador do FC Barcelona, foi o desbloqueador do jogo, ao bisar no espaço de três minutos, aos 50 e 53, o primeiro de penálti e o segundo de cabeça, após cruzamento perfeito de Roberto Firmino.

Aos 85 minutos, Everton, que entrara quatro minutos antes para o lugar de David Neres, apontou o último golo do encontro, com um grande remate à entrada da área, quase em posição central, depois de derivar da esquerda.

Os “canarinhos”, que tiveram quase sempre a bola na sua posse, começaram com um triunfo expressivo, mas tiveram dificuldades em inaugurar o marcador, perante uma Bolívia muito fechada e que, praticamente, não existiu ofensivamente.

Firmino e Thiago Silva podiam ter facturado no primeiro quarto de hora, mas não tiveram pontaria e, até ao intervalo, o Brasil pouco mais criou, pelo que, à saída para os balneários, os seus jogadores foram brindados com assobios.

No início da segunda parte, uma mão de Adrian Jusino, que o árbitro argentino Nestor Pitana assinalou depois de consultar o VAR, permitiu a Coutinho abrir o marcador de penálti. Pouco depois, “bisou” e “acabou” com o encontro.

Com dois tentos de vantagem, o Brasil desacelerou, sem nunca perder o controlo completo dos acontecimentos, mas ainda chegou ao terceiro, por Everton, um dos três jogadores lançados por Tite na segunda parte, depois de Gabriel Jesus e antes de Willian.

O Brasil, que volta a jogar na terça-feira, face à Venezuela, procura a nona Copa América e primeira desde 2007, sendo que ganhou sempre que foi o anfitrião da competição, o que aconteceu quatro vezes, em 1919, 1922, 1949 e 1989.

Por seu lado, a Bolívia, que venceu uma única vez a Copa América, em 1963, tem como objectivo passar a fase de grupos, o que conseguiu pela última vez em 2015, tal como o Brasil.

Para este sábado, está marcado o outro encontro da primeira jornada do Grupo A, entre Venezuela e Peru, em Porto Alegre, e o embate inaugural do Grupo B, entre a Argentina, de Lionel Messi, e a Colômbia, do português Carlos Queiroz, em Salvador.

Sugerir correcção