Bancos centrais com poder de fogo limitado na batalha para travar nova crise

Na Europa, América e Ásia, os bancos centrais estão outra vez a baixar as taxas de juro. O problema é que, em alguns casos, elas já estão em terreno negativo. Na próxima semana, arranca o Fórum do BCE em Sintra.

Foto
LUSA/VALDA KALNINA

Sem terem tido tempo para recuperar totalmente as munições usadas durante a última crise, os bancos centrais estão novamente a ser chamados a ocupar a dianteira no combate a mais uma potencial crise económica. Um pouco por todo o mundo, as autoridades monetárias estão, ou a anunciar descidas das taxas de juro, ou a dar sinais de que o poderão fazer muito brevemente. No entanto, mais do que nunca, existe a dúvida sobre se, desta vez, terão ainda o poder de fogo suficiente para completar a sua tarefa com sucesso. Na próxima semana, este tema estará na agenda do Fórum do Banco Central Europeu, que começa segunda-feira, dia 17 de Junho, em Sintra.