Froome falha Volta a França após queda no Criterio do Dauphiné

O ciclista embateu contra um muro e fracturou o fémur.

Chris Froome
Foto
Chris Froome LUSA/YOAN VALAT

O britânico Chris Froome (INEOS), quatro vezes vencedor da Volta a França em bicicleta, caiu nesta quarta-feira no reconhecimento da quarta etapa do Critério do Dauphiné e vai falhar a 106.ª edição do Tour.

“Está num estado sério, é claro que não vai começar a Volta a França [em 6 de Julho]. (...) Foi contra um muro, é um acidente sério”, explicou o líder da equipa, Dave Brailsford, em declarações à France 3.

O ciclista de 34 anos sofreu uma fractura no fémur, avança o L'Équipe, durante o reconhecimento do contra-relógio da quarta etapa, numa prova em que seguia no oitavo lugar da geral.

Vencedor da Volta a França em 2013, 2015, 2016 e 2017, Froome vai falhar a 106.ª edição, na qual procurava suceder ao colega de equipa e compatriota Geraint Thomas.

“Froomey” tem quatro vitórias e persegue, ainda, o máximo registo no Tour, com cinco tronos conseguidos pelos franceses Jacques Anquetil e Bernard Hinault, o belga Eddy Merckx e o espanhol Miguel Induraín.

Entre 2017 e 2018, completou o “tri” de Volta a França, Volta a Espanha e Volta a Itália, tornando-se o primeiro a conseguir o feito de vencer três “grandes Voltas” consecutivas desde Hinault, em 1983.