Crítica

Sam The Kid e Beware Jack: intermitente repasto a quatro mãos

Não chegando a ficar al dente, Classe Crua, o há muito aguardado álbum que junta Sam The Kid e Beware Jack, tem os seus saborosos momentos.

Em 2019, continuamos, felizmente, a ter hip-hop cru e duro...
Foto
Em 2019, continuamos, felizmente, a ter hip-hop cru e duro...

Os mais atentos lembrar-se-ão da linha que um dia Carlão deixou em Tempo, faixa de Pratica(mente), magnum opus de Sam The Kid (e, enfim, do hip-hop português): “Eu ‘realizo’ que o Kanye não tem nada a mais que o Samuel”. Não é que tal juízo precisasse de confirmação ou revalidação, mas o certo é que Classe Crua vem-nos relembrar, sem pingo de exagero, dessa realidade — o beat de Microfone da Glória poderia, aliás, constar perfeitamente do alinhamento do último disco de Pusha T (ao lado de The Games We Play ou Come Back Baby) produzido por Mr. West.