Alpinismo

Evereste. Subir, subir, até ao abismo final

O Evereste está a tornar-se uma terra sem lei? Há gente a mais nas vertentes da montanha mais alta da Terra? As agências que organizam expedições facilitam na hora de aceitar candidatos? O tecto do mundo ainda é uma aventura? Com um balanço de quase 900 cumes e 11 mortes, a temporada 2019, vivida no terreno por um português, deixa muitas interrogações.