Homem morre no aeroporto de Lisboa com droga no organismo

Entrou em colapso “devido a complicações decorrentes do transporte de estupefacientes”, afirma o SEF.

Aeroporto da Portela de Lisboa
Foto
Rui Gaudencio

Um homem morreu nesta sexta-feira no Aeroporto de Lisboa, segundo um comunicado Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF). Transportava droga no organismo.

“O SEF recusou nesta sexta-feira no Aeroporto de Lisboa a entrada a um cidadão estrangeiro por não comprovação do objectivo da estadia em território nacional, e que acabou por entrar em colapso devido a complicações decorrentes do transporte de estupefacientes no interior do seu organismo”, informa o SEF em comunicado. “Durante os procedimentos de admissão no Espaço Equiparado a Centro de Instalação Temporária (EECIT) do aeroporto, o passageiro colapsou, tendo sido, de imediato, accionados todos os mecanismos médicos para assistência ao cidadão, no local, nomeadamente o INEM”, assegura o SEF.

Apesar das várias tentativas de reanimação, o homem morreu pelas 12h40. Um outro homem que estava igualmente a ser instalado no EECIT, “ao aperceber-se da situação, declarou também ele transportar 90 bolotas de produto estupefaciente no interior do seu organismo”.

Este passageiro foi transportado para o Hospital de São José “onde ficará em observação e, posteriormente, será entregue à Polícia Judiciária, assim como o produto estupefaciente”.

Sugerir correcção