Benfica vence em casa do Sporting e empata final do campeonato

“Águias” impõem-se por 3-6 e forçam a realização de um quarto jogo para decidir o título nacional.

Foto
Benfica começou a perder, mas venceu o Sporting e empata a final do campeonato nacional de futsal SL BENFICA

O Benfica venceu o Sporting no Pavilhão João Rocha no segundo encontro da série final de apuramento de campeão de futsal. Depois de uma vitória dos “leões” na Luz por 4-5, os “encarnados” começaram a perder, mas superiorizaram-se ao eterno rival e actual tricampeão da modalidade por 3-6, numa reviravolta que só se concretizou na segunda parte.

Na primeira parte só se gritou golo por uma vez no pavilhão verde e branco e foi mesmo para os homens da casa. O Sporting teve o controlo da primeira parte da partida, em que marcou bem cedo, aos 4’, com golo de Dieguinho. O brasileiro foi desmarcado pelo compatriota Alex Merlim para finalizar no frente-a-frente com o guarda-redes adversário.

O golo dos “leões” também foi reflexo do muito espaço que o Benfica ia deixando ao rival na quadra. Roncaglio, que protege as redes do futsal “encarnado”, subiu muito para apoiar o ataque, onde o pivot Fits surgia muito desapoiado. A defender, a equipa de Joel Rocha pressionava muito alto e corria alguns riscos.

Os níveis de intensidade e agressividade aumentaram no segundo tempo, que teve a equipa do Benfica como a maior protagonista. André Coelho marcou aos 25’ (1-1), num livre directo perto da linha lateral esquerda. O remate do português foi até ao poste da baliza do Sporting e bateu Guitta, que negou diversos golos aos “encarnados”.

A insistência do Benfica voltou a dar frutos pouco depois. Fábio Cecílio fez o 1-2 três minutos mais tarde, com um remate de meia distância “oferecido” por uma defesa com as costas de Léo Jaraguá a um primeiro remate também de longe dos “encarnados”, por André Coelho.

O Sporting não apresentava a solidez defensiva que demonstrara na primeira parte e o Benfica construiu um dos lances da noite. Fits, marcado por dois jogadores, fez um passe de calcanhar para a direita, onde surgiu Robinho para rematar potente e de primeira, fazendo o 1-3.

Faltavam seis minutos para a partida terminar e o Sporting apostou no “cinco para quatro”, com Alex Merlim a ser o guarda-redes avançado. Uma aposta que demorou a dar frutos ao conjunto de Nuno Dias.

Ver esta publicação no Instagram

#LigaSportZone Robinho aumenta a vantagem das águias para 1-3

Uma publicação partilhada por Zona Técnica Futsal (@zonatecnicafutsal_oficial) a

Fábio Cecílio aproveitou e bisou ao antecipar-se no meio da quadra a um passe fraco que ia na direcção de Merlim (1-4). Os “leões” arriscavam ver a desvantagem aumentar, mas conseguiram “acertar” na vantagem numérica no ataque, com dois golos de rajada de Diego Cavinato.

O italo-brasileiro deixou o Sporting perto do empate (3-4) e a animar a maioria dos adeptos “leoninos” no Pavilhão João Rocha, mas o pressing final dos “leões” saiu-lhes caro. Diego Roncaglio agarrou uma bola não aproveitada pelo Sporting e enviou-a para o fundo das redes contrárias (3-5), desguarnecidas, com o pior pé, antes de Bruno Coelho fechar as contas também sem guarda-redes do lado contrário (3-6).

Com este resultado, há uma vitória para cada lado após dois jogos da eliminatória final do campeonato nacional de futsal (que é à melhor de cinco jogos) e o Benfica força a realização de um quarto jogo. Os “encarnados” repetiram um feito da final do ano passado frente ao Sporting, quando no terceiro jogo venceram os “leões” por 6-9 após prolongamento, no Pavilhão João Rocha.

O próximo reencontro entre rivais está agendado para domingo, às 16h15, no Pavilhão da Luz.