Sete ideias para sair esta semana

Com letras na colina e olhos no céu. Marchas, desenhos, o mar à mesa. Está tudo à porta.

Foto
Nelson Garrido

TAVIRA
Com o mar à mesa

De 8 a 30 de Junho

A sul, os sabores do litoral voltam a reinar à mesa. Cumprindo uma tradição com 16 anos, o Festival de Gastronomia do Mar entra em 52 restaurantes de Tavira, Cabanas e Santa Luzia com os pés bem assentes na cozinha tradicional e na dieta mediterrânica. Na ementa de cada casa, além do prato principal, há uma entrada, uma sobremesa e um vinho a condizer. Entre as tentações ao palato encontram-se, por exemplo, o tártaro de atum crocante, a corvina com risotto de limão e coentros, a cavala fumada com escabeche e ouriço do mar, a tempura de ostras com molho de menta, a massinha de caranguejo com tamboril, o filete de robalo com avelãs, o bacalhau com queijo de cabra, o polvo à lagareiro, o salteado de atum com lingueirão, a cataplana de polvo e camarão, a raia alhada e o choco estufado com batata-doce. Tal como em anos anteriores, os comensais habilitam-se ainda a prémios como estadias em unidades hoteleiras ou passeios turísticos.
Lista de restaurantes aderentes aqui.

 

PÚBLICO -
Foto

SETÚBAL
A olhar para o desenho

Até 30 de Junho
Casa da Cultura de Setúbal, Casa da Avenida, Galeria Municipal do 11, Casa Bocage, Museu do Trabalho, Casa do Largo e Galeria Lapso

Com uma mão cheia de anos, o festival dedicado à arte da ilustração volta a lançar a questão-lema: É preciso fazer um desenho? A quinta Festa da Ilustração tem como convidada principal a artista Cristina Sampaio, que apresenta o seu trabalho em Linha Clara e Desafios (na Casa da Cultura e na Casa da Avenida). Em destaque estão também Ilustrador Veterano e Ilustrar a Liberdade, respectivamente, as homenagens ao artista português Manuel Lapa (1914-1979) na Galeria do 11, e ao cartoonista francês Bernard “Tignous” Verlhac (1957-2015), vítima do ataque ao Charlie Hebdo, patente no Museu do Trabalho Michel Giacometti. Com curadoria de João Paulo Cotrim, o festival aposta ainda no prolongamento de algumas exposições durante o Verão, para aumentar a visibilidade das obras e capitalizar o trabalho e investimento envolvidos.
Horário: terça, quarta e domingo, das 10h às 22h; quinta a sábado, das 10h à 1h (exposições na Casa da Cultura).
Grátis

 

PÚBLICO -
Foto
João Tordo Miguel Manso

LISBOA
Há letras na colina

Dia 8 de Junho
Colina de Santana

À sétima edição, a Noite de Literatura Europeia muda de freguesia, levando prosa e poesia a vários espaços do bairro de Arroios. O ponto de partida é nas Carpintarias de São Lázaro, com a Casa Fernando Pessoa no papel de convidada especial, a dar A língua às portas do céu da boca. Da Galeria Monumental ao Paço da Rainha, passando pela Faculdade de Ciências Médicas, seguem-se leituras de excertos de obras contemporâneas, oriundas de 14 países. Na lista de autores representados figuram nomes como o português João Tordo, o alemão Daniel Kehlmann, a austríaca Judith Nika Pfeifer, a finlandesa Maria Turtschaninoff, a francesa Maylis de Kerangal, o italiano Enrico Ianniello, o romeno Radu Paraschivescu ou o irlandês John Banville. A iniciativa é organizada pela EUNIC Portugal e está integrada nas Festas de Lisboa.
Horário: das 18h às 23h30.
Entrada livre

 

PÚBLICO -
Foto
Jonathan Bree DR

LEIRIA
Tudo à porta

De 14 a 23 de Junho
Vários locais

Várias disciplinas artísticas, público de diferentes gerações, palcos diversos. Durante dez dias, tudo converge para a cidade do Lis, para que esta fique no mapa das localidades “mais vibrantes e criativas do país”. O convite vem do Festival A Porta que, na quinta edição, espalha artistas, residências, oficinas infantis, jantares temáticos, ioga, dança, jogos, visitas guiadas e uma exposição (Casa Plástica) um pouco por toda a parte, de espaços públicos a casas privadas. A ligar tudo está a música: os First Breath After Coma entram como artistas residentes com a performance imersiva de 24 horas de som (dia 14, às 19h30, na Antiga EDP); Manel Cruz, JP Simões e Ricardo Martins mostram Silvar (dia 19, às 21h30, no Teatro José Lúcio da Silva); e Jonathan Bree faz a sua estreia nacional (dia 22, às 23h, no Jardim Luís de Camões), num cartaz onde também se ouvem Captain Casablanca, Bruno Pernadas, Mdou Moctar, Julinho da Concertina, April Marmara, Fado Bicha, Whales, LaBaq, Surma, Solar Corona ou Venga Venga. A produção é assinada pelo colectivo Meia Dúzia e Meia de Gatos Pingados.
Grátis excepto eventos na Stereogun (5€), Villa Omnichord (10€) e Silvar (12,50€)
Programação completa aqui.

 

PÚBLICO -
Foto
Paulo Pimenta

SANTARÉM
Barretes a postos

De 8 a 16 de Junho
Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas (CNEMA)
 

O Ribatejo está de copo cheio. A culpa é da 56.ª Feira Nacional de Agricultura / 66.ª Feira do Ribatejo, que nesta edição põe a Vinha e o Vinho como fio condutor do cartaz. Na montra, que asseguram ter o que de melhor se produz em Portugal, encontram-se cavalos, galinhas, gado, desfiles, concursos, maquinaria agrícola, artesanato e gastronomia. A transversalidade também mostra a cara n’As Conversas de Agricultura, um espaço que junta especialistas nacionais e internacionais para falar de temas que vão da pegada hídrica na fileira vitivinícola ao enoturismo, passando pela apicultura, o potencial dos drones e o futuro dos jovens agricultores. Para dar música ao certame estão convocados José Cid, Capitão Fausto, Conan Osiris, Mariza, David Antunes & The Midnight Band e Samantha Fox, entre outros.
Horário: todos os dias, das 10h às 22h30 (domingo, dia 16, até às 20h).
Bilhetes a 7,50€ (dia) e 20€ (livre-trânsito). Grátis para crianças até 11 anos e no dia 11 de Junho.

 

PÚBLICO -
Foto
DR

VILA NOVA DE FAMALICÃO
Antoninas em marcha

Até 13 de Junho
Vários locais

A cidade minhota torna a celebrar a tradição e devoção a Santo António, o seu padroeiro. Com lugar no pódio das “maiores romarias do norte do país”, as Festas Antoninas afirmam a identidade da terra com um programa onde os costumes seculares andam lado a lado com a cultura contemporânea. Aos manjericos com quadras populares, balões de papel e bailaricos, juntam-se a sardinha assada, a distribuição do pão, o desfile etnográfico, os arraiais, as rusgas, as cascatas, os saltos às fogueiras e as marchas (Grande Desfile no dia 12, às 20h30). No que à música diz respeito, o destaque vai para os concertos gratuitos na Praça D. Maria II, às 22h, com David Fonseca (dia 9) e Miguel Araújo (dia 11). O desporto não falta à festa: o Grande Prémio de Atletismo Bernardino Machado, a Caminhada Camiliana e a Descida Mais Louca são algumas das actividades agendadas.
Programa completo aqui.
Grátis

 

PÚBLICO -
Foto
DR

BRAGA
Aero camping

Dias 8 e 9 de Junho
Aeródromo Municipal de Braga

Acampar num aeródromo. Dormir debaixo da asa de um avião. Pilotar uma aeronave num simulador de voo. Saltar de paraquedas. Estas são algumas das experiências servidas pelo Prio Aero Camping que, ao sétimo ano, traz consigo um festival aéreo (sábado, entre as 15h e as 18h) e promete um fim-de-semana inesquecível, rico em adrenalina, para curiosos e amantes da aeronáutica. No plano traçado pelo clube Céu Listrado, responsável pelo evento, há demonstrações de aeronaves, paraquedismo, paramotores, aeromodelismo, voos acrobáticos, passeios de divulgação sobre a região, música, conversas com pilotos e, a fazer jus ao nome, o campismo.
Horário: a partir das 9h.
Mais informações aqui.
Entrada livre no Festival Aéreo. A pernoita no campismo custa 12,50€ (inclui jantar e pequeno-almoço, é necessária inscrição)

 

Mais ideias para sair? Por aqui

Guia do Lazer: música, teatro, dança, artes, feiras e muito mais

 

PÚBLICO -
Foto

EXTRA: Cinema
Foxtrot

Um filme dramático realizado e escrito por Samuel Maoz que recebeu, entre outras distinções, o Grande Prémio do Júri (Leão de Prata) no Festival de Cinema de Veneza em 2017. Centra-se na história de Michael e Daphna, um casal que recebe a notícia de que o filho, soldado das forças armadas, morreu durante um conflito. Entretanto, vêm a perceber que os oficiais se enganaram… Nos cinemas a partir de 6 de Junho. Mais em Cinecartaz.