Depressão Miguel traz vento e chuva fortes

Depressão está centrada no arquipélago dos Açores e afecta continente na quinta-feira.

Instituto Português do Mar e da Atmosfera
Foto
André Rodrigues/Arquivo

Portugal continental vai ser afectado por uma superfície frontal fria de actividade moderada a forte a partir da manhã de quinta-feira, na sequência da depressão Miguel, indicou esta quarta-feira o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Em comunicado, o IPMA explica que a depressão Miguel está centrada a nordeste do arquipélago dos Açores e em deslocamento para leste-sueste, em direcção à Galiza.

“Associada a esta depressão, está uma superfície frontal fria de actividade moderada a forte, e que deverá aproximar-se do território do continente a partir da manhã de quinta-feira”, adianta o IPMA. Por isso, segundo o IPMA, está previsto para o continente a ocorrência de precipitação, em especial nas regiões Norte e Centro, e que poderá ser por vezes forte no Minho durante a tarde.

Está também previsto vento forte a partir da manhã nas regiões Norte e Centro, sendo de sul-sudoeste com rajadas até 80 quilómetros por hora e até 95 quilómetros por hora (km/hora) nas terras altas. Durante a tarde, as rajadas de vento podem atingir valores da ordem de 95/100 km/h no Minho.

O IPMA destaca também que as zonas marítimas de responsabilidade nacional serão afectadas com vento e agitação marítima forte.