Opinião

E se for necessário travar o crescimento da economia?

Dada a elevada dívida externa do país, a não ocorrer uma reestruturação de dívida mais significativa do que a ocorreu no passado recente a economia portuguesa estará ao longo das próximas décadas sempre “no fio da navalha

O crescimento do PIB no primeiro trimestre de 2019 surpreendeu pela positiva, +3,9% em termos nominais (+1,8% em termos reais), em relação ao período homólogo de 2018. Quando comparado com o quarto trimestre de 2018, o crescimento nominal aumenta quase um ponto percentual (p.p.), mas o crescimento real só aumenta 0,1 p.p. A aceleração da economia resulta do crescimento do investimento +20,7% em termos nominais, +17,8% em termos reais que, no entanto, poderá ter sido em parte influenciado por factores não recorrentes.