Manuel Morais

Antropólogo, de esquerda, anti-racista e agente da PSP

Filho e neto de comunistas que lutaram contra o regime, enfrentou recentemente um “exército” por causa da sua investigação académica sobre preconceitos entre polícias. Visto como traidor, teve que abandonar o cargo de dirigente sindical que exercia há mais de 20 anos. Quem é, afinal, este agente que pôs o país a falar de racismo? Perfil de Manuel Morais.