Enfermeiro condenado a quatro anos de prisão por abusar de menor

Em causa está um crime de coacção sexual agravado e MP e defesa discordam de juiz que o proibiu de, durante cinco anos, ter profissão em que contacte com menores. Conheceram-se no âmbito das actividades da paróquia e escuteiros.

Foto
O enfermeiro de 24 anos foi acusado de ter cometido um crime de coacção sexual agravada de um jovem de 13 anos. Na altura, o arguido ainda era estudante, escuteiro, catequista e acólito. RG Rui Gaudencio - Publico

Um enfermeiro de 24 anos foi condenado pelo Tribunal de Almada a quatro anos de prisão com pena suspensa por ter cometido um crime de coacção sexual agravada de um jovem de 13 anos. Na altura, o arguido ainda era estudante, escuteiro, catequista e acólito.