Fisco cobra dívidas na auto-estrada. Quem não pagar fica com o carro penhorado

A GNR acompanha a Autoridade Tributária na operação Acção sobre Rodas, em Valongo, pedindo aos condutores para pagar dívidas às Finanças.

GNR
Foto
GNR opera fiscalização em Valongo, numa parceria com a Autoridade Tributária das Finanças Enric Vives-Rubio (arquivo)

A Autoridade Tributária (AT), em colaboração com a GNR, está na manhã desta terça-feira a interceptar condutores em Alfena, em Valongo, no âmbito de uma acção que visa a cobrança de dívidas às Finanças.

Segundo fonte da AT no local, a iniciativa, denominada Acção sobre Rodas, passa por “interceptar condutores com dívidas às Finanças, convidá-los a pagar e dar-lhes essa oportunidade de pagarem”.

“Se não tiverem condições de pagar no momento, estamos em condições de penhorar as viaturas”, disse.

O controlo dos devedores está a ser feito através de um sistema informático, que se encontra montado em mesas em tendas colocadas na rotunda da Auto-Estrada 42 (A42), saída de Alfena, distrito do Porto.

O sistema informático cruza dados através das matrículas das viaturas e compara-os com a existência de dívidas ao fisco, explicou.

A operação teve início às 08h e deverá prolongar-se até cerca das 13h. No local encontram-se “cerca de 20 elementos” da AT e cerca de 10 da GNR. O balanço desta operação regional apenas será conhecido mais tarde, indicou a fonte.

A Lusa testemunhou no local a paragem de mais de uma dezena de viaturas. Elementos da GNR mandam parar as viaturas, consultam os agentes da AT que se encontram aos computadores e, mediante a existência de dívidas, solicitam aos condutores que as liquidem.