P3

Reportagem

A luta climática estudantil voltou às ruas, de olhos postos nas eleições europeias

Power to the people”, “Abril e Maio de novo” e “Não há planeta B” foram algumas das palavras de ordem da segunda greve climática estudantil. Em Lisboa, os jovens ocuparam as ruas entre o Marquês de Pombal e a Assembleia da República, em Lisboa. Em véspera de europeias, é necessário “pensar nesta luta como um assunto eleitoral”.