Crítica

Ficção para três sacos plásticos e um (pós-)humano

Dream is the Dreamer é um complexo e inquietante exercício coreográfico, apoiado numa performance excepcional de André Cabral.

Foto
JOSÉ CALDEIRA

Dream is the Dreamer é a mais recente criação de dança da artista Catarina Miranda, apresentada em estreia nacional na Semana + do DDD+FITEI, uma promissora articulação entre os dois grandes festivais de artes performativas do Porto (DDD — Festival Dias da Dança e FITEI — Festival Internacional de Teatro de Expressão Ibérica). O título parece desde logo sinalizar que, assim como o sonho é quem o sonha, o espectador é o autor do seu próprio espectáculo, que activa consciente e inconscientemente através da sua experiência singular.