Instituto de Acção Social das Forças Armadas tem 597 casas devolutas

Associação de militares defende constituição de um fundo imobiliário com vista a colocar estas habitações no mercado de arrendamento nacional. Com a nova lei a renda máxima sobe até 23 % dos rendimentos. Militares vão pagar mais.

Militares
Foto
Militares vão pagar mais pelas casas arrendadas ao Instituto de Ação Social das Forças Armadas (IASFA) Rui Gaudêncio

O Instituto de Acção Social das Forças Armadas (IASFA) tem 597 habitações degradadas e devolutas. O projecto de decreto-lei apresentado pelo ministro da Defesa, João Gomes Cravinho, e que aguarda parecer das associações militares até dia 15 de Junho, sobre o regime de habitação com renda económica dos militares, não faz referência a esta situação em concreto, mas prevê que sejam feitas obras a cargo do inquilino até ao limite de cinco mil euros – valor que depois poderá ser, segundo a lei, acertado no valor da renda.