Rosa Mercedes é a vocalista dos Alright Gandhi.
Foto
Rosa Mercedes é a vocalista dos Alright Gandhi.

Alright Gandhi e Projecto Benjamim: o rock e a escola no mesmo palco

Músicos de Berlim e estudantes de Espinho vão estar juntos em palco para “alargar horizontes”. Esta sexta-feira, 24 de Maio, no Auditório de Espinho.

O Auditório de Espinho recebe esta sexta-feira, 24 de Maio, um concerto do Projecto Benjamim, que procura “alargar os horizontes” de 49 estudantes de música com idades até 15 anos, ao fazê-los actuar com artistas profissionais da banda alemã Alright Gandhi. O espectáculo resulta do programa educativo dinamizado pelos professores Jonas Pinho e Tiago Oliveira, que em cada ano lectivo procuram desenvolver na Escola Profissional de Música de Espinho (EPME) um projecto que permita aos seus alunos do 7.º ao 9.º ano de escolaridade testar as suas capacidades num contexto “mais exigente” e, por isso mesmo, “mais estimulante” também.

“Na Academia de Musica de Espinho, que é a casa-mãe da EPME, dão-nos muita liberdade para desenvolver projectos diferentes, mais desafiantes e encorajadores, e, sempre que possível, gostamos de proporcionar aos nossos alunos experiências que lhes proporcionem uma visão transversal do que a música é e pode ser, porque isso lhes permite alargar horizontes musicais e artísticos”, explica Jonas Pinho à Lusa.

Para o ano lectivo 2018/2019, a escolha recaiu sobre o colectivo de indie-rock Alright Gandhi, que, radicado em Berlim, integra a cantora inglesa Rosa Mercedes, o baterista americano Dominick Gray e o guitarrista italiano Pietro Fornara.

“A sonoridade deles é muito diferente do que estamos habituados a ouvir e achámos que se adequava perfeitamente aos nossos objectivos”, revela Jonas Pinho, referindo que, uma vez contactado o grupo, esse se mostrou “muito entusiasmado com o conceito e ficou logo disponível para colaborar”.

Seleccionadas as faixas do álbum Somewhere Else a apresentar em palco, ficou decidido que metade desses temas seria interpretada apenas pelos Alright Gandhi, “como num concerto normal da banda”, e as restantes canções foram sujeitas a arranjos orquestrais para permitirem a participação vocal ou instrumental dos 49 estudantes do Curso Básico da EPME, todos com idades dos 12 aos 15 anos.

Parceria inédita

Durante os últimos meses, o grupo de Berlim acompanhou os preparativos apenas remotamente e os alunos envolvidos no projecto foram praticando autonomamente as novas partituras, mas esta quinta e sexta-feira os músicos estrangeiros terão em conjunto os últimos ensaios gerais.

O baterista Dominick Gray revelou à Lusa que esta era uma parceria inédita na carreira dos Alright Gandhi e confessava: “É uma tremenda alegria tocar ao lado deste grupo de jovens músicos extremamente talentosos. Além de termos ficado com excelentes arranjos novos para a nossa música, este projecto é um verdadeiro testemunho da importância da educação artística”.

Pedro Gouveia é um dos estudantes do 9.º ano envolvidos no Projecto Benjamim e, embora assumindo as funções de percussionista durante todo o curso, mostrava-se satisfeito ao testar os seus dotes de baixista neste espectáculo específico. “Sendo aspirante a músico, é muito bom poder trabalhar com uma equipa de artistas já profissionais e fantásticos”, admitiu.

Rosa Mercedes, a vocalista dos Alright Gandhi, também reconheceu “uma sensação especial” ao ver o primeiro vídeo da orquestra de Espinho a interpretar um dos seus temas: “Já actuámos em Portugal muitas vezes, mas é muito raro que algo nos desperte um sentimento assim. Quando o facto de um professor assistir a um concerto nosso evolui para um espectáculo tão grande, isso faz-nos acreditar que tudo é possível e esse é o meu aspecto favorito em todo este projecto”.

Se a cantora está entusiasmada quanto aos efeitos desta parceria, é precisamente porque o ensaio desta manhã lhe recordou a sua própria experiência pessoal: “Mal posso esperar para ver o que estes miúdos vão fazer no futuro. Integrar tão cedo na vida uma colaboração internacional assim é um início maravilhoso e foi uma experiência como esta que fez a diferença para mim quando eu era criança e me encorajou a procurar a vida que levo hoje”.

O concerto do Projecto Benjamim com os Alright Gandhi está marcado par as 21h30 de sexta-feira, no Auditório de Espinho, que é a sala de espectáculos da Academia de Música e da EPME.

Os bilhetes estão disponíveis a preços entre os quatro e os oito euros.