Pré-reforma: 230 professores pediram acesso e nenhum teve luz verde

Em resposta a docentes, Educação está a justificar o atraso nos processos com a falta de orientações das Finanças. Ao PÚBLICO diz que pedidos estão a ser analisados e que os prazos estão a ser cumpridos.

,Coordenação pedagógica
Foto
O Governo avisa que os pedidos serão analisados "em função do interesse público" e que "não está previsto qualquer incentivo a este mecanismo” Nuno Ferreira Santos

A Direcção-Geral da Administração Escolar (DGAE) recebeu 230 pedidos de professores interessados em pedir a pré-reforma, mas até agora nenhum teve luz verde para avançar e nem o Ministério da Educação nem o das Finanças se comprometem com um prazo para responder a estes docentes.