Tempo de serviço: carreiras respondem com greves, vigílias e petições

Oficiais de justiça avançam para a greve, funcionários judiciais em vigília toda a semana, GNR e militares insistem em petição para levar questão ao Parlamento. Diploma que recupera parte do tempo de serviço congelado entra em vigor nesta terça-feira.

Foto
Manifestação de funcionarios judiciais no passado dia 5 de Janeiro Nuno Ferreira Santos

Os oficiais de Justiça, funcionários judiciais, militares das forças armadas e da GNR não se conformam com a solução do Governo que lhes permite recuperar apenas parte do tempo de serviço que esteve congelado e têm em curso vigílias, petições e ameaças de greves para contestar o diploma que entra em vigor nesta terça-feira. Os juízes também estão descontentes, mas antecipam que, “na fase final da legislatura, já nada se irá alterar”.