Por que se zangam os italianos? Têm medo de não ter futuro

Em duas décadas, os italianos passaram de euro-entusiastas a euro-pessimistas. A CEE foi criada em 1957 para evitar o regresso um passado trágico. Hoje, zangam-se os povos porque a UE deixou de os fazer sonhar.

Basílica de São Pedro
Foto
Miguel Madeira

A Itália é o país mais eurocéptico da Europa e, também, aquele que mais mais problemas levanta à União Europeia. O passado conta uma história diferente: a Itália era dos países mais europeístas e foi um dos fundadores do primeiro círculo da nova Europa, a Comunidade Económica Europeia (CEE). Roma foi uma entusiasta do euro. Em 1997, os italianos foram os únicos europeus a pagar uma “eurotaxa”, um imposto extraordinário para o governo de Romano Prodi reduzir o défice orçamental para 2,7% e respeitar os critérios da moeda comum.