Bernardo “inventa” e City faz o primeiro “hat-trick” da história

Este triunfo permite ao City tornar-se a primeira equipa inglesa a vencer, na mesma temporada, Liga, Taça e Taça da Liga. Duas assistências directas e quatro dos seis golos com participação de Bernardo Silva.

Foto
Bernardo com a mão na taça. Reuters/JOHN SIBLEY

O Manchester City tornou-se, neste sábado, a primeira equipa inglesa a vencer, na mesma temporada, Liga, Taça e Taça da Liga.

Em Wembley, os “azuis” de Manchester “atropelaram” o Watford, por 6-0, na final da Taça, e selaram o hat-trick em 2018/19 (ao qual se pode juntar a Supertaça), num pecúlio que ajuda a suavizar a desilusão na Liga dos Campeões.

Frente ao Watford, uma equipa que jogou a sua segunda final, 35 anos depois, Pep Guardiola não “inventou” e foi com uma equipa quase “de gala” (trocou apenas Agüero por Gabriel Jesus e de Bruyne por Mahrez).

Quem se manteve foi Bernardo Silva e bem fez Guardiola em não abdicar do português. Depois de uma oportunidade desperdiçada por cada equipa, Bernardo recuperou uma bola em zona adiantada, aos 26 minutos, antes de uma confusão na área do Watford resultar numa bola perdida. David Silva encheu o pé e, sem deixar cair, rematou cruzado para o 1-0.

Aos 39 minutos, Bernardo voltou a ser o “inventor”. Serviu Gabriel Jesus, pelo ar, e o brasileiro finalizou ao segundo poste, aproveitando a má saída de Gomes (possivelmente, este foi o último jogo da carreira do brasileiro, de 38 anos).

Kevin de Bruyne, recém-entrado, “matou” o jogo aos 61 minutos, num contra-ataque, depois de “deitar” Gomes e finalizar de baliza aberta.

Gabriel Jesus bisou aos 68’ e, depois disso, Bernardo voltou a mostrar ao que foi: aos 81’, conduziu, driblou e cruzou rasteiro para o desvio de Sterling. Aos 87’, criou a jogada desde o meio-campo, e serviu de Bruyne que, por sua vez, deu o hat-trick a Sterling (que termina a temporada com 25 golos e 18 assistências). Já Bernardo somou, neste jogo, duas assistências directas e teve participação em quatro dos seis golos.

Este triunfo permite ao City fechar um percurso tremendo na Taça: seis vitórias em seis jogos, com três goleadas pelo meio. Por outro lado, a derrota do Watford permite ao Wolverhampton, de Nuno Espírito Santo, apurar-se para a Liga Europa 2019/20.