Chuva, quedas e Oliveira satisfeito em Moto GP

A pole position ficou para Marc Márquez, numa sessão marcada pela chuva. Alex Rins desiludiu e terá uma corrida dura pela frente, caso queira manter-se firme na luta pelo título.

Oliveira vai partir do 16.º lugar.
Foto
Oliveira vai partir do 16.º lugar. LUSA/Jose Manuel Vidal

Miguel Oliveira vai partir da 16.ª posição para o Grande Prémio de França em Moto GP. O piloto português fez o sexto melhor tempo na Q1 e, apesar de não se ter apurado para a Q2, conseguiu superar o colega de equipa e assinar a segunda melhor qualificação na categoria rainha do motociclismo. Melhor só na Argentina, na segunda prova deste ano (14.º).

Neste sábado, o desempenho de Oliveira acabou por ser condicionado pela chuva, já que acabou por cair, na parte final da qualificação, quando tentava melhorar os tempos.

Oliveira foi ao asfalto

Apesar da qualificação satisfatória, o piloto de Almada lamentou a queda, assumindo que, sem o percalço, poderia ter ido mais longe. “Depois de fazer duas voltas, decidi arriscar, usando o pneu slick, mas não consegui aquecê-lo e sofri uma queda. É uma pena, porque acho que, com os pneus molhados, poderia ter sido um pouco mais rápido”, começou por dizer, após a qualificação.

E prosseguiu: “Não sei se teria sido o suficiente para ir à Q2, mas estaria certamente uma fila mais à frente. Mas, no geral, foi um bom dia.”

Da parte da frente da grelha de partida, destaque para o regresso de Marc Márquez às pole positions (igualou Rossi, com 55 “poles"), seguido de um surpreendente Danilo Petrucci e de Jack Miller. Nota, também, para a má qualificação de Alex Rins, segundo classificado do Mundial, que partirá da 19.ª posição.

Por fim, destaque para Valentino Rossi e Franco Morbidelli, ambos vindos da Q1, que conseguiram qualificar-se em quinto e sexto lugares.

O Grande Prémio de França vai correr-se neste domingo, no circuito de Le Mans, a partir das 13h.