O borogodó da Livraria da Travessa chegou a Lisboa

Integrada na Casa Pau Brasil, no Príncipe Real, a Livraria da Travessa inaugura neste domingo uma filial em Lisboa, a primeira fora do Brasil. Rui Campos promete a curadoria, o atendimento e o ambiente arquitectónico que fazem destas livrarias um caso de sucesso no outro lado do Atlântico.

Fotogaleria
O brasileiro Rui Campos na Livraria da Travessa em Lisboa,O brasileiro Rui Campos na Livraria da Travessa em Lisboa Daniel Rocha,Daniel Rocha
Fotogaleria
A azáfama antes do dia da abertura de portas Daniel Rocha
Fotogaleria
O projecto arquitectónico é da arquitecta brasileira Bel Lobo (que com o marido, Bob Neri, são sócios da Travessa e têm projectado as lojas brasileiras) e do arquitecto português Pedro Barata Daniel Rocha
Fotogaleria
A loja terá também livros franceses, italianos, ingleses, alemães e espanhóis Daniel Rocha

Quando José Eduardo Agualusa conheceu Rui Campos, o director da Livraria da Travessa, contou-lhe que quando ia ao Rio de Janeiro procurava sempre um hotel que ficasse o mais perto possível da Travessa de Ipanema. O escritor angolano não é caso único, as livrarias da Travessa têm inúmeros fãs. Mas, a partir deste sábado, já não é preciso ir ao Brasil para se entrar numa delas.