“Benfica ou morte”. Casa do árbitro Jorge Sousa vandalizada

Árbitro do Benfica-Santa Clara apresentou queixa.

,Juiz
Foto
Jorge Sousa LUSA/JOSÉ COELHO

A casa de Jorge Sousa foi vandalizada esta sexta-feira e o árbitro designado para o Benfica-Santa Clara, da 34.ª e última jornada da I Liga de futebol, apresentou queixa nas autoridades, confirmou à Lusa fonte do Conselho de Arbitragem (CA).

Segundo o Record, na casa do árbitro foi pintado a graffiti: “Benfica ou morte” e a data de fundação do clube, 1904.

A mesma fonte explicou que o árbitro da associação do Porto apresentou de imediato queixa na GNR da sua área de residência, em Lordelo, acrescentando que o CA da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) já se solidarizou com o juiz e se disponibilizou para ajudar no que for necessário.

Além disso, o órgão federativo, tal como fez em casos idênticos anteriormente, accionou um reforço para a segurança de Jorge Sousa, nomeadamente nas viaturas em que se desloque e na unidade hoteleira em que vai pernoitar.

Jorge Sousa está nomeado para arbitrar a recepção do Benfica, líder da I Liga, ao Santa Clara, no sábado, a partir das 18h30, no Estádio da Luz, em Lisboa.

O Benfica lidera a I Liga, com 84 pontos, mais dois do que o FC Porto, bastando-lhe um empate na recepção aos açorianos para assegurar a conquista do 37.º título nacional, independentemente do resultado do rival portuense na recepção ao Sporting, no mesmo dia, à mesma hora.